Cases

Assine RSS
Voltar

STIHL

A STIHL é uma empresa alemã estabelecida em São Leopoldo, região metropolitana de Porto Alegre e também está presente em mais de 160 países, com atuação no mercado Florestal, agropecuário, jardinagem e doméstico e é reconhecida mundialmente por garantir o alto padrão de qualidade de seus produtos e serviços.

A parceria com este cliente iniciou com o fornecimento de cartões personalizados no ano de 2005.  No decorrer dos meses seguintes a K2 começou a ser cotada para implantações de outras tecnologias.

Na seqüência vieram implantações de equipamentos de controle de acesso onde os equipamentos em uso foram modernizados e passaram a funcionar baseados em comunicação IP. Foram realizados desde então implantações de portas e catracas controladas por cartões de proximidade.

No ano de 2007 a STIHL implantou um sistema de CFTV (analógico) com DVR, câmeras fixas e móveis (speed domes) do fabricante Pelco. Foi o início do uso do CFTV na unidade brasileira. No decorrer dos anos novas câmeras foram sendo implantadas para suprir as necessidades em decorrência da ampliação da unidade.

Em 2009 a STIHL passou a adotar o sistema de CFTV IP devido a sua qualidade de imagem e o custo reduzido de implantação. Utilizando a rede existente foi possível a implantação de câmeras em todos os locais necessários e aproveitando o recurso de comunicação em que o Controle de Acesso já operava.

Ainda em 2009 foi apresentada para a K2 uma necessidade muito específica do cliente, integrar o uso dos cartões de acesso nas novas cafeterias já em fase de implantação e desta forma que surgiu a primeira Cafeteira IP na Stihl e talvez no mundo!

O sistema foi testado, aprovado e é utilizado até hoje em todas as cafeteiras da empresa em substituição ao uso de fichas ou tarjetas que antigamente era utilizado pelos funcionários.

Atualmente a STIHL conta com mais de 40 câmeras da marca Pelco e Axis e entre fixas e móveis, monitoradas pelo software de gerenciamento Digifort Professional, 24hs por dia através da Central de Operações onde o operador possui todos os recursos para garantir ao pessoal de campo as informações necessárias de forma ágil e eficiente. Os equipamentos de controle de acesso em uso ultrapassam a soma de 60 pontos de controle entre catracas, portas e, claro, cafeteiras.